Koper e o litoral da Eslovênia

A Eslovênia é um pequeno país europeu, cujas fronteiras vão do pequeno litoral Adriático aos Alpes austríacos e tem como principal e único porto Koper, na baía de Trieste, também chamada Capodistria, em italiano. Como pertenceu ao império austro-húngaro dos Habsburgos, ali também se fala alemão. Koper situa-se na região de Ístria, a aproximadamente cinco quilômetros da fronteira com a Itália e é considerado um importante recurso natural nacional. Com apenas um por cento da Eslovênia tendo um litoral, o Porto de Koper também é um fator para incrementar o turismo na região. A cidade é um destino em várias linhas de cruzeiro no Mediterrâneo. Em 2016, a cidade recebeu 65 chegadas de cruzeiros e como é muito pequena, aproveita-se o dia ali para conhecer as outras cidades litorâneas como Izola, Piran e Portoroz.

A parte histórica de Koper é pequena e bem conservada. Pode-se sair do porto, atravessar a rua, tomar o elevador panorâmico e já se está no centro antigo, com a bela catedral e a torre do relógio. A cidade de Koper é oficialmente bilíngue, com o esloveno e o italiano como línguas oficiais. As atrações turísticas de Koper incluem o Palácio Pretoriano do século XV e a Loggia em estilo gótico veneziano, a igreja Carmine Rotunda do século XII e a Catedral de St Nazarius, com a sua torre do século XIV. O Palácio Pretoriano está localizado na praça da cidade. Foi construído a partir de duas casas mais antigas do século XIII que foram conectadas por uma loggia, reconstruída muitas vezes, e depois terminou como um palácio gótico veneziano. Hoje, é o escritório de turismo de Koper. A Catedral da Assunção foi construída na segunda metade do século XII e tem um dos mais antigos sinos da Eslovênia (de 1333), feito pelo mestre Jakob, de Veneza. O terraço superior é periodicamente aberto e oferece uma excelente vista da  baía de Trieste. No meio dela está a pintura sacra de 1516, considerada uma das melhores pinturas renascentistas na Eslovênia, feita por Vitorio Carpaccio. Por sinal, havia uma exposição desse famoso pintor italiano na cidade, pois se comemoravam os 500 anos dessa pintura.

De Koper, pode-se ir a Trieste, na Itália ou a Liubljana, a capital, de carro ou de trem, mas preferimos visitar Pirán, a mais famosa cidade do litoral, passando por Izola, na ida, e Portoroz, na volta. Em Pirán, visitamos a igreja e o museu de São Jorge, no alto da colina da bela cidade com forte influência austríaca. A temperatura estava deliciosa, caminhamos pelas ruas estreitas até à beira-mar, onde paramos para almoçar num aconchegante restaurante de comida caseira, tomando o vinho local. Comemos e bebemos bem (presunto e pão caseiros, sardinha com molho caseiro), gastamos pouco e conhecemos a hospitalidade eslovena, muito parecida com a dos italianos sem o estresse das grandes cidades. Eslovênia é o único país do mundo que tem “Love” no nome, disse nossa simpática guia, um amor para se visitar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s