O templo de Borobudur, na Indonésia

Havia negociado com meu amigo e companheiro de viagem Marcelo que assistiria ao Grande Prêmio de Fórmula I em Singapura com ele, mas, em troca, ele iria à ilha de Java comigo para visitarmos o templo de Borobudur. Ele, como a maioria dos brasileiros, desconhecia a existência de tal lugar e lá fomos nós. Após um voo tranquilo de Singapura a Yogiakarta, sobrevoando os inúmeros vulcões da Indonésia, constatamos, na chegada, a receptividade e a boa-vontade dos habitantes daquele país. Alugamos um carro, com motorista-guia, que nos levaria ao hotel e, no dia seguinte, nos levaria aos principais pontos turísticos, incluindo, é claro, a visita ao famoso templo, por incríveis vinte dólares por pessoa. A Indonésia é um país muito barato para o turismo. Um hotel de quatro estrelas não custa mais do que 50 dólares a diária para duas pessoas. O hotel era bem localizado, no centro, e logo saímos para visitar o comércio e o palácio do sultão, o principal ponto turístico da cidade. Fomos de riquixá, para não perdermos muito tempo, mas confesso que tive pena daquele homem tão franzino pedalando para carregar dois marmanjos com uns 90 quilos cada. O que surpreende, na Indonésia, é que, apesar da pobreza da população, não se constata nenhuma violência, roubo, assalto ou morte.  E é muito barato para os que gostam de comprar também, visto que muitas roupas de grife têm ali suas fábricas.

No dia seguinte, o motorista estava no horário combinado para visitarmos alguns pontos turísticos da região, dentre os quais o famoso templo budista de Borobudur, considerado o maior templo budista do mundo. Localiza-se no vale do Kedu, região de Mageland, no sudeste da ilha de Java, aproximadamente a 40 km a noroeste da cidade de Yogyakarta, um dos principais centros da cultura javanesa tradicional. É a mais importante e visitada atração turística do país e me interessei por visitá-la quando visitei os templos de Angkor Wat, no Camboja. Borobudur foi construído no século VIII, originalmente como um templo hindu. Posteriormente, sua construção foi continuada como um (a) estupa budista. Aos que não sabem, estupa, palavra que vem do sânscrito ‘stupa’, significa monumento budista para guardar relíquias, comemorar um evento religioso importante ou marcar o caráter sagrado de algum lugar.Geralmente, é formado por uma grande cúpula sobre base quadrangular, encimada por balcão e cercada por balaustradas. Com a chegada do islamismo à ilha de Java, Borobudur foi esquecido e abandonado nos séculos seguintes. Envolvido pela selva, foi redescoberto em 1814 por colonos ingleses e restaurado pelo Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco, em 1991, que o inscreveu como um dos oito sítios mundiais reconhecidos pela Unesco na Indonésia, o país das mil ilhas. Próximo àquele lugar, há um grande vulcão,o Merapi, que provocou grande estrago em passado recente. O guia sugeriu um passeio à cratera do vulcão, mas não quisemos arriscar. Só a visita ao templo já valeu a viagem. Próximo destino: Bali.

 

 

 

Anúncios

2 comentários

  1. Marcelo · fevereiro 14

    Lugar fantástico e cuja existência eu realmente desconhecia. Povo hospitaleiro e, apesar da pobreza, o único perigo que se corre é o de se deixar levar pelos fantasmas da violência que povoam a nossa mente. Quando aquele Senhor começou a nos levar por ruas desertas e escuras só pensava no momento em que seriamos abordados por meliantes. Posso afirmar que teria infartado, se não fosse o Chico, com sua vasta experiência de viagem (é incrível viajar com alguém tão culto e, ao mesmo tempo, simples), me acalmando ao esclarecer que estávamos com certeza sendo levados para algum vendedor (e foi exatamente o que aconteceu – nossa rota tenebrosa na escuridão terminou em uma pinacoteca local), que daria uma boa comissão ao pobre Senhor por eventuais vendas.

    Curtir

    • Francisco Aurelio Ribeiro · fevereiro 14

      Marcelo, espero venhamos viajar juntos logo, poi você é excelente companheiro de viagem. Vamos ao Uzbequistão, no segundo semestre, se tudo estiver calmo, aqui e lá?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s